sábado, abril 27

Padre Beto admite que não é o que nunca foi


Padre Beto anuncia que não celebrará mais Missas

Em uma coletiva de imprensa, realizada no salão de festas de seu prédio, padre Beto, de 48 anos, anunciou seu afastamento das atividades sacerdotais, na manhã deste sábado (27), em Bauru.  Ele não deixará de ser padre, mas não celebrará mais missas e batizados. Na prática, padre Beto está se afastando da Igreja Católica.

Segundo informou, nesta segunda-feira (29), o padre entregará  ao bispo dom Caetano Ferrari seu pedido do afastamento das atividades. “Não estou renunciando o sacerdócio, me afasto do exercício do ministério”, afirma.

Padre Beto afirmou ainda que não tem motivos para pedir perdão ao bispo dom Caetano e que sua renuncia é ao dogmatismo e não à religião. “ Me afasto por questão de coerência, digo sim à religião e não ao dogmatismo”, enfatiza.

Posição da Diocese

Extraoficialmente, segundo o JC apurou, o bispo dom Caetano foi pego de surpresa com a decisão do padre Beto. O bispo soube de sua decisão por meio da imprensa.

Neste sábado, o dom Caetano está em celebrações na cidade de Agudos (13 quilômetros de Bauru) e só se pronunciará oficialmente após o encontro com o padre Beto, na segunda-feira (29).

Fonte: jcnet.com.br

E mais:

Declarações de padre mobilizam Diocese

A Diocese de Bauru se pronunciou ontem sobre uma polêmica envolvendo o nome do padre Beto. Após produzir e compartilhar um vídeo através das redes sociais, em que questiona a postura conservadora da igreja e temas como a bissexualidade e a fidelidade conjugal, o padre recebeu inúmeros comentários de fiéis questionando tal ato e exigindo um posicionamento da Diocese local.

Com a repercussão, o bispo diocesano de Bauru, dom Caetano Ferrari, se pronunciou sobre o caso e determinou que o padre retire todo o conteúdo que esteja relacionado com esta polêmica e se retrate publicamente até o dia 29 de abril. Caso esse prazo não seja cumprido, serão tomadas medidas de acordo com o regimento da Igreja.

Padre Beto disse ontem ao JC que é muito cedo para tomar uma atitude e ainda está pensando. “Não tenho nada resolvido por enquanto, mas o problema é que existem pessoas dentro da igreja que acham que um padre não pode refletir e, com isso, nem as pessoas”, enfatiza, reforçando que não vê problemas de desrespeito às normas da Igreja em suas afirmações.

“Segundo comentários do próprio vídeo, estas atitudes e desrespeito a normas acabam denegrindo a imagem da Igreja Católica bauruense e da religião em si”, afirma uma fonte ligada ao comando da Igreja Católica em Bauru.

Padre Beto já vinha questionando o conservadorismo da Igreja e alguns princípios católicos, mas nenhum que levasse a um pronunciamento da Diocese. Recentemente, ele também se envolveu em campanhas políticas, pronunciando-se a favor de alguns candidatos, entre eles o líder umbandista Ricardo Barreira.

“Tendo em vista os recentes pronunciamentos do padre Roberto Francisco Daniel (padre Beto) em páginas pessoais da internet, que têm provocado escândalo junto aos fiéis, agora, extrapolando-se o âmbito diocesano e indo para o mundo aberto mídia eletrônica; tendo em vista o conteúdo desses pronunciamentos que ocorrem em desacordo com os ensinamentos da Igreja no campo da doutrina, da moral e dos costumes; tendo em vista que não em poucas oportunidades o bispo diocesano já lhe vem alertando sobre seus pronunciamentos; e tendo em vista o diálogo realizado no dia 23 de abril, na Cúria Diocesana, sobre o assunto, determino ao padre Beto a retirar de imediato tudo o que estiver na mídia, com palavras e imagens relativas a estas suas declarações. Determino a se retratar através do mesmo meio utilizado (site, Facebook e YouTube), no prazo até 29 de abril de 2013, confessando humildemente que errou quanto a sua interpretação e exposição da doutrina, da moral e dos costumes ensinados pela Igreja. Nossa Diocese (...) encontra-se em oração permanente, suplicando ao Divino Espírito Santo, seu padroeiro, que ilumine nossas mentes e nossos corações para caminharmos na busca da conversão, da santidade, da comunhão e da paz” - Dom Frei Caetano Ferrari, bispo diocesano de Bauru

Fonte: jcnet.com.br

Abaixo o pronunciamento do Bispo de Bauru Dom Caetano Ferrai, sobre o padre Beto:

video

Mais fontes:

Conde Loppeux (Recomendado)
Globo


Nithapele:

Na verdade, Padre Beto, nunca deixará de ser Sacerdote, nem mesmo se ele quiser, pois o Sacramento da Ordem, é Eterno, não se perde nem com a morte. De resto, gostei muito do desenrolar das coisas. Pe. Beto, na verdade é mais um caso para mostrar que os LEIGOS Católicos podem ser tudo, mas bobos não somos mais. Que isto sirva de AVISO aos demais enfiltrados na Igreja, a VERDADE semprevalece! Para deleite de quem quiser, abaixo tem um vídeo que encontrei no You Tube que faz um paralelo entre Padre Paulo Ricardo e Pe. Beto. Paz e bem


Um comentário:

  1. É... Mais um "lutero" que se vai, pela graça de Deus! Melhor sair logo, antes que faça maiores estragos no meio do povo da Igreja de Cristo. Louvado seja Deus pela vida do Pe.Paulo Ricardo! Que o Senhor o conserve firme na Fé e na Obediência! Amém.

    ResponderExcluir

Que Deus não permita que a Verdade não seja vista por nossos olhos e nem deixada de ser dita por nossas bocas! Paz e bem